Exagerices.

Ilustração: We Heart It

São tantas as preocupações, as coisas para se pensar, pra não se deixar pra amanhã, os sentimentos borbulhando a cabeça e o coração, que o corpo sente. Agora, além de ter de prestar atenção no que tenho que fazer, na minha vida e na dos outros (de certa forma) meu organismo ta fazendo brincadeirinhas comigo.

Dor de cabeça, dor de estômago, dor nas costas são os mais freqüentes. Pior que quando eu me sinto mal fisicamente, parece que o mundo vai acabar. Sabe o exagero típico masculino com dores e doenças? Pois então, tenho igual. Não consigo pensar em nada, na realidade, em nada bom, porque quando me sinto doente penso em todas as coisas ruins que aconteceram ou poderão vir a acontecer comigo. Dramática? Sim, mas fazer o que. Pelo menos tenho consciência disso.

Perco a tranqüilidade quando estou mal. Fico mais ansiosa que o de costume, não consigo me concentrar em outra coisa senão aquela dor específica me corroendo. Me sinto como uma criança de 05 anos querendo chupar um bico ficar num cantinho quieta e querendo colo. Ridículo.

Por essas e outras sensações tão “diferentes” que eu me pergunto se um dia conseguirei viver sozinha. Imagina eu, sozinha e doente? Eu morro. Ou talvez aprenda a viver. As poucas vezes em que tive a experiência da solidão e de estar doente foram horríveis. Coisa de cagona e infantil podem pensar.

Agora meu estômago borbulha e eu não consigo estudar. Fico agoniada com o movimento que sinto na barriga e não presto atenção no meu vade mecum. Parece que a dor não vai passar nunca. Exagerada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s